PARANÁ INAUGURA PRÉDIO PARA SEDIAR AUDIÊNCIAS DE CUSTÓDIA
15.01.2016

O Tribunal de Justiça do Paraná vai inaugurar nesta sexta-feira (15/1) o Centro de Audiências de Custódia de Curitiba. O espaço terá celas para até oito presos e salas de audiência e de assistência social, medidas e penas alternativas e monitoramento eletrônico, além de gabinetes de promotores e juízes, da Ordem dos Advogados do Brasil, da Defensoria Pública e de psicólogos e assistentes sociais que integram a iniciativa.

O Paraná foi o sétimo estado a aderir ao projeto do Conselho Nacional de Justiça, que garante ao preso em flagrante o direito de ser ouvido por um juiz em até 24 horas. As audiências ocorriam até então em uma área administrativa do antigo Presídio do Ahú, desativado em 2006. O presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, estará na inauguração. Com informações da Assessoria de Imprensa do CNJ.

Fonte: Conjour


Outras publicações
Repensando a Advocacia: o papel do advogado frente ao direito penal negocial.
17.02.2020

Autores: Mariana Nogueira Michelotto, Advogada, Pós Graduada em Direito Penal Econômico pelo Instituto Brasileiro de Ciências Criminais – IBCCRIM e…

Acordo de não persecução penal
10.02.2020

Marlus H. Arns de Oliveira e Mariana N. Michelotto Para alcançar sua plenitude como legítimo instrumento, o acordo de não…

Escritório Arns de Oliveira & Andreazza é um dos patrocinadores do II Simpósio de Ciências Criminais
20.11.2019

O advogado Marlus Arns de Oliveira (sócio do escritório Arns de Oliveira & Andreazza) participará juntamente com o diretor da…