Novidade jurídica: reforma trabalhista é aprovada pela Câmara dos Deputados
12.07.2017

Na última terça-feira (11) foi aprovado no Senado Federal o Projeto de Lei da Câmara (PLC) nº 38/2017, que trata da reforma trabalhista. O texto seguirá agora para a Presidência da República, que poderá sancionar ou vetar total ou parcialmente o projeto.

Para que o PLC fosse aprovado sem modificação no Senado, foi mencionado na mídia que a Presidência poderá vetar pontos mais polêmicos – como a extinção imediata da contribuição sindical sem nenhuma regra de transição – ou editar Medida Provisória para já modificar certas matérias.

A nova lei passará a ter vigência em 120 dias a partir da sanção no Diário Oficial da União. Como esta lei representará significativa mudança nas relações trabalhistas e sindicais, vamos elaborar uma cartilha com as mudanças trazidas com a reforma e disponibilizar a todos nas redes sociais.

 

Lucas B. Linzmayer Otsuka – Sócio do escritório Arns de Oliveira & Andreazza Advogados Associados e chefe do Departamento de Direito do Trabalho


Outras publicações
Repensando a Advocacia: o papel do advogado frente ao direito penal negocial.
17.02.2020

Autores: Mariana Nogueira Michelotto, Advogada, Pós Graduada em Direito Penal Econômico pelo Instituto Brasileiro de Ciências Criminais – IBCCRIM e…

Acordo de não persecução penal
10.02.2020

Marlus H. Arns de Oliveira e Mariana N. Michelotto Para alcançar sua plenitude como legítimo instrumento, o acordo de não…

Escritório Arns de Oliveira & Andreazza é um dos patrocinadores do II Simpósio de Ciências Criminais
20.11.2019

O advogado Marlus Arns de Oliveira (sócio do escritório Arns de Oliveira & Andreazza) participará juntamente com o diretor da…