Novidade jurídica: reforma trabalhista é aprovada pela Câmara dos Deputados
12.07.2017

Na última terça-feira (11) foi aprovado no Senado Federal o Projeto de Lei da Câmara (PLC) nº 38/2017, que trata da reforma trabalhista. O texto seguirá agora para a Presidência da República, que poderá sancionar ou vetar total ou parcialmente o projeto.

Para que o PLC fosse aprovado sem modificação no Senado, foi mencionado na mídia que a Presidência poderá vetar pontos mais polêmicos – como a extinção imediata da contribuição sindical sem nenhuma regra de transição – ou editar Medida Provisória para já modificar certas matérias.

A nova lei passará a ter vigência em 120 dias a partir da sanção no Diário Oficial da União. Como esta lei representará significativa mudança nas relações trabalhistas e sindicais, vamos elaborar uma cartilha com as mudanças trazidas com a reforma e disponibilizar a todos nas redes sociais.

 

Lucas B. Linzmayer Otsuka – Sócio do escritório Arns de Oliveira & Andreazza Advogados Associados e chefe do Departamento de Direito do Trabalho


Outras publicações
Autorizado o recolhimento diferido do FGTS
27.03.2020

O Governo Federal autorizou a suspensão da exigibilidade do recolhimento do FGTS por parte dos empregadores com vencimento em abril,…

EMPRESAS DOS SIMPLES NACIONAL e MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS (MEI) poderão prorrogar o pagamento dos tributos federais por até 6 meses
25.03.2020

Por Fernanda Andreazza e Inaiá Botelho O Comitê Gestor do Simples Nacional autorizou através da Resolução 152 publicada no dia…

MP 927/2020 – O QUE MUDOU?
24.03.2020

Medidas trabalhistas para enfrentamento da pandemia do COVID-19 No último domingo (22/03) foi publicada a Medida Provisória (MP) 927/2020, que…