As Empresas Simples de Crédito podem chegar a 300 até o final do ano
13.06.2019
As Empresas Simples de Crédito podem chegar a 300 até o final do ano

A Lei que cria a Empresa Simples de Crédito (ESC) foi sancionada no fim de abril deste ano, passando a vigorar em todo país. A advogada Fernanda Andreazza conta que o objetivo é democratizar o crédito ao pequeno empreendedor que, mesmo representando 99% das empresas privadas do país, tem dificuldades para obter capital junto aos grandes bancos.

A nova Legislação libera crédito entre pessoas comuns, sem a regulação direta do Banco Central, com taxas de juros menores. O novo modelo já conta com pelo menos 25 iniciativas no Brasil. A expectativa é chegar em 300 empresas até o final do ano. A entrada da ESC no mercado deve contribuir para diminuir os juros pagos pelo microcrédito, que hoje está em torno dos 40%.

Segundo a sócia do Arns de Oliveira & Andreazza, qualquer pessoa pode abrir uma ESC. Cada pessoa física pode participar apenas de uma ESC e não são permitidas filiais. O regime de tributação será pelo lucro real ou presumido.


Outras publicações
Autorizado o recolhimento diferido do FGTS
27.03.2020

O Governo Federal autorizou a suspensão da exigibilidade do recolhimento do FGTS por parte dos empregadores com vencimento em abril,…

EMPRESAS DOS SIMPLES NACIONAL e MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS (MEI) poderão prorrogar o pagamento dos tributos federais por até 6 meses
25.03.2020

Por Fernanda Andreazza e Inaiá Botelho O Comitê Gestor do Simples Nacional autorizou através da Resolução 152 publicada no dia…

MP 927/2020 – O QUE MUDOU?
24.03.2020

Medidas trabalhistas para enfrentamento da pandemia do COVID-19 No último domingo (22/03) foi publicada a Medida Provisória (MP) 927/2020, que…