Novidade jurídica: reforma trabalhista é aprovada pela Câmara dos Deputados
12.07.2017

Na última terça-feira (11) foi aprovado no Senado Federal o Projeto de Lei da Câmara (PLC) nº 38/2017, que trata da reforma trabalhista. O texto seguirá agora para a Presidência da República, que poderá sancionar ou vetar total ou parcialmente o projeto.

Para que o PLC fosse aprovado sem modificação no Senado, foi mencionado na mídia que a Presidência poderá vetar pontos mais polêmicos – como a extinção imediata da contribuição sindical sem nenhuma regra de transição – ou editar Medida Provisória para já modificar certas matérias.

A nova lei passará a ter vigência em 120 dias a partir da sanção no Diário Oficial da União. Como esta lei representará significativa mudança nas relações trabalhistas e sindicais, vamos elaborar uma cartilha com as mudanças trazidas com a reforma e disponibilizar a todos nas redes sociais.

 

Lucas B. Linzmayer Otsuka – Sócio do escritório Arns de Oliveira & Andreazza Advogados Associados e chefe do Departamento de Direito do Trabalho


Outras publicações
As Empresas Simples de Crédito podem chegar a 300 até o final do ano
13.06.2019

A Lei que cria a Empresa Simples de Crédito (ESC) foi sancionada no fim de abril deste ano, passando a…

Advogada da Arns de Oliveira & Andreazza fala sobre direitos e deveres dos trabalhadores na rádio Amapar
10.06.2019

No final de maio a entrevistada do Programa Justiça Para Todos, foi a advogada Jéssica Olenike (Arns de Oliveira &…

Arns de Oliveira & Andreazza participa do lançamento da Comunidade B Paraná
07.06.2019

Na manhã desta sexta-feira (7) aconteceu na FIEP o evento “Negócios de impacto na prática: desafios e oportunidades”, que teve…