Instituições são beneficiadas com doações de parte do imposto de renda
26.03.2017

O prazo para enviar a declaração do Imposto de Renda termina no dia 28 de abril. Mas, muitos contribuintes esquecem que é possível doar parte do imposto que iria para o governo a uma instituição que atenda crianças, adolescentes ou idosos, e dessa forma ajudar projetos que são fundamentais para muitas famílias.

Guilherme Garcia é um dos alunos que participam semanalmente das aulas de ecoterapia oferecidas pela Apae de Paranavaí. A aula com o cavalo estimula a criança com deficiência e ajuda no desenvolvimento.

“A gente ficava sem ter um local certo para ficar. Agora, com essa reforma está muito bom. Uma das melhores coisas que inventaram sabe. É uma coisa que dá resultado, que a gente vê que vale a pena ajudar”, diz a mãe de Guilherme, Jane Nabarrete Garcia.

Em 2016, a Apae de Paranavaí recebeu R$ 10 mil em doações oriundos do Imposto de Renda.

Esse dinheiro foi usado para a construção de uma parte da estrutura da ecoterapia, foi possível fazer um novo piso e comprar cadeiras. Tudo isso para que os pais possam esperar os filhos durante a aula.

Quem ainda não declarou o imposto de renda deste ano pode optar por fazer a dedução na hora de preencher a declaração na internet.

“Para quem ainda não doou ou se quer aumentar o valor da doação ainda pode fazer essa escola, e no campo tributação, basta optar por deduções legais. O máximo que pode deduzir do imposto devido na declaração é de 3%”, explica a chefe substituta da Receita Federal em Paranavaí, Sônia Regina Benhuk.

Atualmente nove instituições de Paranavaí estão cadastradas e aptas para receber doações de imposto de renda. Já em Umuarama, são 22 entidades e em Cianorte são cinco.

Veja a lista das instituições cadastradas:

Cianorte

– Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE)

– Creche Cemic São José (Cemic)

– Associação Casa Betel

– Sociedade de Assistência Social Beneficente Educacional e Maternal de Cianorte (SASBEMC)

– Rainha da Paz

Paranavaí

– Associação Agente da Paz (AGEPAZ)

– Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE)

– Associação Santa Terezinha

– Casa da Criança

– Centro de Atendimento Especial a Criança e ao Adolescente (CECAP)

– Comunidade Católica Emanuel

– Grupo Gotas de Esperança (GOES)

– Centro Infantil Pequeno Semelhante

– Centro Infantil Infância Feliz

Umuarama

– Associação de Recuperação de Alcoólatra (ARA)

– Associação Regional de Assistência ao Menor (ARAM)

– Casa da Sopa

– Lar São Vicente de Paulo

– Associação Vida e Solidariedade do Parque Industrial

– Abrigo Tia Lili

– Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Visuais

– Associação de Apoio a Promoção Profissional (APROMO)

– Associação dos Clubes de Mães

– Centro de Apoio e Integração Social Bem Viver

– Associação de Assistência aos Surdos (ASSUMU)

– Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE)

– Associação Assistencial e Promocional Casa da Paz

– Associação de Futsal (AFSU)

– Associação Kumogakure Ryu Ninpo

– Fundação Cândido Garcia

– Pousada Vida Nova

– Pousada Luz e Vida

– Casa de Semiliberdade

– Centro da Juventude Agnaldo Mackert Barbosa

– Centro de Integração empresa-escola do Paraná (CIEE)

– Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS)

Fonte: G1

Compartilhe
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Outras publicações
O compliance como mecanismo eficiente de gestão anticorrupção
19.07.2017

O Brasil passa por um momento econômico grave e turbulento. Sob o prisma empresarial, tal gravidade decorre de um cenário…

Marlus Arns de Oliveira – Compliance 2
17.07.2017

20 investigados da Lava Jato cumprem pena em casa com tornozeleira eletrônica
14.07.2017

Vinte investigados na Operação Lava Jato cumprem pena em casa, mas continuam sendo monitorados por tornozeleira eletrônica pela Justiça Federal…