Crime de estelionato contra idoso terá pena duplicada
29.12.2015

A partir de agora, quem cometer crime de estelionato contra idoso poderá receber pena de até dez anos de prisão, o dobro do previsto no Código Penal. A mudança está na Lei 13.228/2015, sancionada pela presidenta Dilma Rousseff e publicada hoje (29) no Diário Oficial.

O Artigo 171 do Código Penal estabelece que o estelionato ocorre quando alguém obtém vantagem ilícita, para si ou para outra pessoa, em prejuízo alheio, ao induzir alguém ao erro, por meio de fraude ou outros artifícios.

A pena para o crime é de um a cinco anos de reclusão. Com a nova lei, se a vítima tiver 60 anos ou mais, a punição será duplicada, podendo chegar a dez anos de prisão. “Aplica-se a pena em dobro se o crime for cometido contra idoso”, diz o trecho incluído no Código Penal.

Fonte: EBC Agência Brasil


Outras publicações
Advogado fala sobre telemedicina em evento no INC
14.05.2019

Para falar sobre telemedicina no Brasil e explicar a regulamentação do contato por aplicativos entre pacientes e médicos, o Advogado…

Evento Master Class 2019 – Governança e Nova Economia tem o apoio do escritório Arns de Oliveira & Andreazza
08.05.2019

O escritório Arns de Oliveira e Andreazza, acompanhando atentamente as mudanças sociais e econômicas que modelam o mundo a cada…

Marlus Arns em Foz de Iguaçu para aula em curso de pós-graduação
07.05.2019

Sócio do escritório Arns de Oliveira & Andreazza, o advogado e Doutor pela PUC-PR, Marlus Arns de Oliveira, esteve na…